Notícias


Palestrantes

E ainda mais palestrantes


Trilhas

  • Open Web

    Abordar a coleção de tecnologias e padrões abertos como CSS3, HTML5, SVG, WebGl, WebSocktes, HTTP, WAI-ARIA, RDF, entre outros.

  • Segurança & Privacidade

    A criação de Web apps seguros e o trabalho de normatização para melhorar o suporte à privacidade do usuário na Web serão discutidos nessa trilha.

  • Web Payments

    Debater os esforços no sentido de buscar um meio universal de pagamento via Web.

  • Worshops & Tutoriais

    Momento “hands on”. Aprender na prática como as tecnologias funcionam.

TERÇA, 22 DE SETEMBRO

  • Trilha 1

    • Credenciamento
    • Abertura
    • Keynote Andrei Sambra
      Re-Descentralização da Web
      A palestra vai abordar os esforços do W3C em padronização bem como o modo que o MIT (Massachussets Institiute of Technology) transforma os padrões em tecnologias que desenvolvem serviços e aplicações descentalizadas. A palestra também vai abordar as lições que já se aprendeu na tentativa de re-descentralizar a Web e os desafios que se tem pela frente.
    • Coffee Break
    • Keynote Adrian Hope-Bailie
      Internet de Valor – Uma visão para o futuro dos pagamentos na Web
      Adrian irá demonstrar alguns dos processos de descentralização e padrões abertos de pagamentos, além de detalhar o conceito de Internet of Value (ou “Internet de Valor”), com exemplos de aplicação na África do Sul e Reino Unido.

    • Almoço
    • Rafael Rinaldi
      Como escrever CSS sem matar pandas
      A grande maioria dos desenvolvedores web tem uma relação de amor e ódio com CSS. Fato é que o ódio geralmente está ligado a não saber direito como as coisas funcionam e falta de organização.
      Isso nos leva a apelar para a força bruta, tirando a vida de muitos pandas durante o processo. Minha missão nessa apresentação é salvar a vida desses inocentes animais, mostrando técnicas que tornam o processo de desenvolvimento de CSS algo minimamente são.
    • Ciro Nunes
      Angular 2 e o futuro do desenvolvimento Front-end
      Em 2012 o AngularJS foi criado e levou o desenvolvimento Front-end ao próximo nível, simplificando a criação de componentes e a testar o código JavaScript. A web evoluiu, chegaram os Web Components e as especificações da ES2015 e 16, possibilitando ao framework tirar proveito dessas novidades e ficar muito menor e mais rápido! Nessa palestra vamos ter um gostinho do que será o futuro do desenvolvimento Front-end com o Angular 2.
    • Coffee Break
    • Jean Carlo Emer
      JS modularizado e para componentes
      Que tal revisar os conceitos de modularização e ver como aplicá-los na criação de componentes para páginas de internet. Características da linguagem JavaScript, sistemas de módulos, bibliotecas e frameworks serão alguns dos tópicos desta palestra.
    • Hanneli Tavante
      Frameworks da moda
      Se você quase se afogou com a enxurrada de buzzwords de ferramentas de front, este workshop vai te ajudar a nadar para cima e compreender como as principais ferramentas para grid e JS funcionam. Também lhe ajudaremos a compreender as principais diferenças entre elas, a fim de lhe fornecer fundamentos para uma escolha mais sábia do que suar ou do que não usar quando um novo projeto for iniciado ou quando alguma refatoração no front de seu projeto atual for necessária.
      Pacotões (JS + HTML + CSS)
      - Bootstrap
      - Foundation
      Ferramentas para grid
      - Bourbon
      Ferramentas para JS
      - Ember
      - Angular
      - React
    • Ezequiel Bertti
      MIRA – Um framework Javascript para construção de interfaces adaptativas em aplicações REST
      Esta palestra apresenta o MIRA, um framework Javascript dirigido por dados, que permite a construção de interfaces adaptáveis para qualquer aplicação que disponibilize uma API REST.
      Esta adaptação vai além da acomodação de diversos dispositivos, sendo capaz de se alterar também em função dos próprios dados sendo exibidos, entre outros fatores. Esta abordagem facilita também a manutenção e evolução dos projetos, minimizando o retrabalho e permitindo o reaproveitamento de soluções prévias.
      Uma facilidade adicional pemitida pelo MIRA é o controle da distribuição do processamento entre cliente e servidor.
      Serão apresentados exemplos de aplicações reais e complexas encontradas na Web.
  • Trilha 2

    • Fernanda Shirakawa
      Metadados na vigilância e visibilidade
      Os nossos arquivos e comunicações digitais possuem dados inperceptíveis para a maioria das pessoas, os chamados metadados. Em tempos de vigilância em massa metadados são considerados vilões, mas podem também ser usados para o bem. Nessa apresentação iremos falar sobre o que é metadado e como está sendo usado para a vigilância e a visibilidade.
    • Em breve
    • Em breve
    • Alberto Souza
      Criação e utilização do We.js na comunidade de práticas: um relato de experiência
      O Framework We.js foi criado com Node.js para facilitar o desenvolvimento de sistemas interativos com recursos em tempo real. Na apresentação vamos mostrar o sistema de contas de usuários (Perfis) e publicação de conteúdos (Relatos de experiência) que criamos com a tecnologia falando um pouco da nossa experiência.
    • Em breve
  • Trilha 3

    • Luiz Corte Real
      Construindo uma experiência agradável na Web desde o começo com progressive enhancement
      Desenvolver sites e sistemas web que funcionem bem em todas as plataformas continua desafiador, mesmo com a evolução dos navegadores. Isso porque temos uma diversidade cada vez maior de dispositivos, navegadores e, também, usuários! Como proporcionar uma experiência de navegação agradável e funcional para todos? É sobre isso que fala o progressive enhancement. Nesta palestra, vamos explorar o conceito na prática, vendo problemas comuns de navegação, como aplicar progressive enhancement e quais benefícios essa técnica nos traz.
    • Sergio Lopes
      HTTP2
      O HTTP é a base da Web. Então quando se lança uma nova versão depois de décadas, é bom ficar de olho. E a nova verão 2.0 traz muitas melhorias de performance essenciais, que melhorarão tudo pro usuário e deixarão a vida do desenvolvedor Web mais fácil. Nessa palestra, vamos ver os novos recursos do HTTP/2 e como eles simplificam o desenvolvimento, tornam obsoletas várias práticas atuais e deixam as páginas mais rápidas.
    • Jaydson Gomes
      Futuro do Subjuntivo – Quando vós programardes JavaScript
      Quando eu falar sobre JavaScript, vós entendereis o que quero dizer.Quando tu aprenderes mais sobre JavaScript, serás recompensado.Quando nós estudarmos sobre o futuro do JavaScript, melhores desenvolvedores nos tornaremos.Quando vós programardes JavaScript, uma nova aplicação nascerá.Quando eles souberem sobre as novas features do JavaScript, abismados ficarão.
    • Alexandre Gaigalas
      Hipermídia para Serviços
      Projeto de serviços REST do ponto de vista dos padrões (standards) e os papeis interessantes que diferentes especificações podem ter nessa arquitetura.
    • Thadeu Cascardo
      Aplicações na Web sem host: ou como montar seu servidor em casa
      Vários projetos e iniciativas estão tornando mais fácil que um usuário seja dono dos seus dados e suas aplicações. Os projetos vão desde servidores caseiros a mudanças nas arquiteturas das aplicações Web.
      A motivação para esses projetos será apresentada, e vários projetos comparados em termos destas importantes motivações, bem como alguns outros critérios que usuários podem buscar, ainda que em detrimento de sua liberdade, privacidade, autonomia, direito a reciprocidade, entre outros direitos e valores.
  • Trilha 4

    • Helder da Rocha
      Gráficos Vetoriais na Web com SVG 1.1
      Este tutorial apresenta uma introdução ao Scalable Vector Graphics (SVG) - aplicação XML e padrão W3C para gráficos vetoriais. Os componentes fundamentais do SVG 1.1 serão apresentados, e demonstrados através da sua codificação em XML. Também serão mostradas aplicações práticas para uso de SVG em páginas HTML5, animações CSS3, image sprites e tesselações. Como SVG também pode ser gerado via editores gráficos, transformações XSLT, programas em Java e JavaScript, exemplos serão apresentados usando as principais APIs e ferramentas disponíveis atualmente. Apesar do suporte crescente, o suporte aos recursos do SVG ainda varia entre diferentes plataformas de browser. Essas questões serão discutidas, apresentando soluções e ferramentas para lidar com as incompatibilidades. No final, serão apresentadas as principais novidades do Working Draft do SVG 2.0.
    • Talita Pagani
      Trabalhando com WCAG e WAI-ARIA de forma correta
      WCAG e WAI-ARIA são especificações que se complementam para permitir o desenvolvimento de conteúdos e aplicações web ricas acessíveis. Nem sempre os desenvolvedores conseguem compreender qual a maneira correta de aplicá-las dada a complexidade da especificação, portanto, neste tutorial veremos boas práticas de utilização das recomendações do WCAG e dos recursos do WAI-ARIA dentro dos cenários mais comuns de uso para esclarecer como utilizá-los de forma correta.

    • Leonardo Gleison
      Testando aplicações Web usando tecnologias assistivas
      Quando se fala em testar uma aplicação web utilizando uma tecnologia
      assistiva qualquer, grande parte dos desenvolvedores tem bastante
      dificuldade. A verdade é que muitos não fazem os testes ou utilizam
      seus próprios parâmetros. E para ajudar, os leitores de tela não
      tratam isto de uma forma padronizada, impactando significativamente na
      qualidade da aplicação em relação à acessibilidade.
      Nesta fala, pretendo demonstrar testes simples, utilizando 2 dos
      maiores leitores de tela pontuando as suas diferenças e
      desmistificando a complexidade.
  • Trilha 5

    • Em breve
    • Marcos Cavagnoli
      A inovação do pagamento pós-pago para o e-commerce
      Embora as projeções de vendas sejam otimistas para o e-commerce em 2015, ainda existem algumas barreiras para que os consumidores realizem compras online. Para atrair essa parcela de potenciais consumidores, foi lançado no comércio eletrônico brasileiro o pagamento pós-pago, ou seja, o cliente recebe o produto e paga somente após recebê-lo.
    • Helena Margarido
      Por que Bitcoin?
      Os jornais em papel estão para a internet assim como os sistemas bancários e de pagamentos estão para o bitcoin.
    • Em breve
    • Em breve

Quarta, 23 de Setembro

  • Trilha 1

    • Credenciamento
    • Em breve
    • Em breve
    • Coffee Break
    • Ariel Kogan, Clara Meyer, Fernanda Campagnucci, Márcio Vasconcelos e Thiago Rondon
      Como a web pode contribuir para cidadania ?
      A Web interliga documento e pessoas de maneira cada vez mais rápida e dinâmica. O exercício da cidadania e participação das pautas em uma democracia baseado no sistema de representatividade pode sofrer mudanças profundas graças à tecnologia, permitindo que a comunicação e participação sejam feitas de maneira aberta, rápida e dinâmica. Este debate tem como objetivo expor casos reais, desafios e tendencias de como a WEB pode ser utilizada para esta mudança.
    • Almoço
    • Em breve
    • Coffee Break
    • Em breve
    • Encerramento
  • Trilha 2

    • Newton Calegari e Deblyn Prado
      Time de Desenvolvimento: Trabalhando em equipe sem matar o coleguinha
      Uma das tarefas mais difíceis no desenvolvimento de um projeto é a integração, seja entre as tecnologias ou as diferentes áreas da equipe.
      Coisas como "O front-end viaja demais!" ou "Não dá pra fazer isso no back-end" são frases corriqueiras na rotina de um desenvolvedor web. Mas com boas práticas e comunicação diária é possível entregar o projeto e manter a equipe sem óbitos.
      Além disso, comentaremos sobre algumas das ferramentas que facilitam o dia e reduzem nossa queda de cabelo.
    • Felipe Sanches
      MAME/Archive.org: Preservação histórica de dispositivos eletrônicos na web
      Há cerca de 18 anos, com o propósito de preservação histórica, o projeto MAME vem documentando dispositivos de hardware por meio de técnicas de emulação. Os equipamentos preservados não se restringem apenas a jogos de arcade, mas também incluem computadores antigos como Apple II, Commodore, MSX, IBM-PC, e dezenas de milhares de outros dispositivos. Essa palestra abordará como o projeto Internet Archive (http://archive.org/) tem tornado disponível na web esse acervo de emuladores que cumprem o papel de um museu eletrônico online e como técnicas de transpilação de código nativo C/C++ para javascript têm tornado possível replicar o funcionamento desses equipamentos dentro do ambiente de navegação dos browsers modernos, efetivamente ampliando o acesso a essa experiência educacional.
    • Em breve
    • Em breve
  • Trilha 3

    • Lucimara Desiderá
      Estamos há 0 dias sem vulnerabilidades.
      As vulnerabilidades em aplicações são muitas e tornaram-se ferramentas a disposição de criminosos para realização de fraudes, espionagem, furto de dados, entre outros crimes, que vitimizam usuários e organizações. Esta sessão abordará o cenário atual de incidentes de segurança relacionados ao ambiente Web (servidores, aplicações e redes), trazendo exemplos de vulnerabilidades e ataques recentes.Serão também abordadas recomendações e boas práticas para o desenvolvimento, deployment e manutenção de aplicações e sistemas Web.
    • Nando Vieira
      Construindo Aplicações Web Mais Seguras
      Manter sua aplicação segura é tão importante quanto o desenvolvimento em si. Infelizmente nem todo desenvolvedor faz a sua parte para garantir que os riscos de ataques foram minimizados. Nessa palestra você verá os problemas mais comuns, entenderá porque é importante manter seu aplicativo atualizado e conhecerá algumas boas práticas para minimizar as chances de ser hackeado.
    • Fernando Ike
      E essa tal de container-revolução?
      Containers são usados há muito tempo, no entanto nos últimos anos tem sido usados massivamente tornando o mais novo buzzword junto
      como microservices. Docker é o início dessa revolução, mas o que ele tem de tão especial para essa tal de container-revolução?
    • Camilla Gomes
      Tails – Privacidade para todos, em todos os lugares
      Não ser rastreado na internet é uma necessidade para os mais diferentes perfis de pessoas, mas nem todos possuem conhecimentos técnicos sobre segurança de informação para isso. Nesta palestra vamos conhecer o Tails, um sistema operacional livre, personalizado e recheado de ferramentas que tem por objetivo preservar a segurança e anonimato do usuário em qualquer lugar, pronto para navegar.
  • Trilha 4

  • Trilha 5

    • Leonardo Ruoso
      REST na Web
      Rest é um paradigma para o desenvolvimento de aplicações feitas para a web no qual os dados estão interligados da mesma forma que os documentos na web e de uma forma similar à que se estabelecem vínculos em um banco de dados relacionais. A diferença é que enquanto os identificadores de objetos num sistema de banco de dados são válidos apenas dentro daquele banco de dados, numa aplicação Rest os identificadores são universais, de modo que é possível criar vínculos entre objetos disponibilizados por diferentes sistemas em diferentes servidores, geograficamente dispersos.
    • Judson Bandeira e Armando Barbosa
      Dados Abertos Conectados
      Esse minicurso tem como propósito apresentar os principais conceitos de Dados Abertos Conectados e como eles podem ser utilizados para solucionar os problemas do cotidiano. Além disso, serão apresentadas dificuldades enfrentadas para trabalhar com Dados Abertos Conectados no Brasil.
     

minha agenda

  • Open Web
  • Web Payments
  • Segurança & Privacidade
  • Workshops

TERÇA, 22 DE SETEMBRO

Quarta, 23 de Setembro

Inscrições

22 E 23 DE SETEMBRO

São Paulo - Brasil

Centro de Convenções Rebolsas

Faça a sua inscrição e fique por dentro das inovações e tendências Web com os melhores palestrantes nacionais e internacionais

A Web.br é o local perfeito para trocar experiências e ficar por dentro das novidades e tendências Web.
Faça já a sua inscrição!

Segundo Lote: R$ 180,00

Sobre a conferência

Participe do debate de 2015!

A Web.br nasceu em 2008 para liderar discussões sobre tecnologias abertas da Web, e mostrar, no contexto brasileiro, os principais temas abordados no mundo sobre o avanço Web como Plataforma.

A Conferência, criada pelo W3C Brasil, é o momento mais importante do ano na discussão, apresentação, debate e networking da comunidade Web do Brasil, porque é durante a Web.br que se discutem os rumos da plataforma para o futuro

Este ano, a Conferência traz o tema da “Descentralização da Web”, que busca resgatar seus princípios originais em ser aberta e distribuída. A ameaça de uma Web “balcanizada” (dividida por países) é um grande perigo para o futuro da rede.

É importante que a comunidade embarque na re-descentralização e avalie os impactos que isso trará para todos os usuários.

Faça parte desse movimento por uma Web para todos. Participe da Conferência 2015!

Edições anteriores:


Localização

Centro de Convenções Rebouças
Rua Doutor Enéas de Carvalho Aguiar, 23 - Cerqueira Cesar.
22 e 23 de setembro, das 08:00 às 18:00.

O Estacionamento no local é pago e de responsabilidade do participante. A entrada de veículos é pela Avenida Rebouças, 600.

Confira o Guia de Sobrevivência criado para auxiliar os participantes fora da cidade com dicas sobre transporte e hospedagem.